Partilhar

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Dia dos professores: reflexão lúdica ou lúdico reflexivo? Eis a questão...

Dia dos professores: reflexão lúdica ou lúdico reflexivo? 
Eis a questão...

Prólogo 1

Hoje tivemos cartas inspiradoras? Sim!
Gincana musical? Também!
Reflexões sobre nossa profissão? Claro!
Caça ao tesouro? Com certeza!
Um lanche especial? Sem dúvida!
Um chão colorido de giz? Óbvio, né?

Por quê?
Bem, porque hoje foi o dia dos nossos professores e não poderíamos deixar de recebê-los para uma JEIF cheia de carinho!
Parabéns para os profissionais admiráveis do CIEJA Vila Maria e para um tanto de amigos que exercem com louvor o ato de educar! 
Angélica Oliveira
Prólogo 2

Dia dos professores reflexivo...
E plagiando nossa assistente de direção, Angélica Oliveira:

na JEIF de hoje - pensada e dedicada aos professores do CIEJA Vila Maria - cartas nos inspiraram... The Voice CIEJA predominou... pensamos-problematizamos-questionamos o ser educador hoje em dia... e fomos caçar ao tesouro porque o lúdico pode atravessar nosso fazer pedagógico... lanche especial tivemos para celebrar e autores fomos ao escrevermos no chão azul com giz colorido mensagens, palavras, desenhos...
Enfim... tarde pra lá de especial onde o ato de educar foi nosso eixo. Parabéns a nós educadores e aos educadores do Brasil! 

Marcos Eça

Desde os dois últimos anos, no dia dos professores não realizamos apenas uma celebração, mas sempre temos um momento de reflexão e aliado a este celebramos.

Nesse ano não poderia ser diferente...

Iniciamos nossa JEIF de 17 de outubro com a leitura da carta "Obrigado pelo sonho". Num chuvoso domingo de 1989, com o incentivo e a preciosa ajuda do pai, uma menina de sete anos chamada Amy resolveu escrever para Roald Dahl, um dos mais bem-sucedidos escritores de histórias para crianças e, o que era mais importante para Amy, autor de seu livro predileto, o BGA, a mágica história de um Bom Gigante Amigo que recolhe belos sonhos para soprá-las pelas janelas das crianças quando elas estão dormindo. Com isso em mente e usando tinta a óleo, aquarela e purpurina, a pequena Amy enviou a Dahl, junto com a carta, um presente muito adequado e precioso: um de seus sonhos, dentro de uma garrafa. A julgar pela resposta, Dahl entendeu o sentido do gesto.


10 de fevereiro de 1989

Querida Amy, 

          Tenho de escrever uma carta especial para lhe dizer: obrigado pelo sonho na garrafa. Você é a primeira pessoa no mundo que me mandou um sonho, e isso me deixou muito intrigado. Também gostei do sonho. Hoje, vou até a cidade soprá-lo pela janela de uma criança que estiver dormindo e ver se funciona.

           Carinhosamente,
           Roald Dahl

Lemos essa carta na esperança de que ser professor é um lugar dos sonhos, é preciso sonhar para ser educador.

A seguir propusemos uma dinâmica aos professores. Mas antes a equipe gestora do CIEJA exemplificou o que deveríamos fazer, ou melhor, trouxemos uma situação problema para o grupo e perguntávamos a eles que música poderia apontar para uma solução para a situação proposta, ou melhor, trabalhamos com a ideia de que os problemas, os conflitos surgem no ambiente escolar, porém sempre há uma ou mais soluções possíveis.








Como disse a Angélica no facebook: 

"ATENÇÃO! 
Alunos, ex-alunos, conhecidos de alunos, vizinhos de alunos, professores, ex-professores, funcionários e toda comunidade do Cieja Vila Maria/Vila Guilherme.
É com imenso prazer que dividimos com vocês a nossa gincana musical de Dia dos Professores. O primeiro e incomparável: "The Voice Cieja"
Alerta: Contém humor!  "


Após esse momento realmente "The Voice Cieja" em que nosso educadores se entregaram de corpo e alma, passamos para a leitura da carta supostamente escrita por Abraham Lincoln ao professor de seu filho.

A FAMOSA CARTA DE ABRAHAM LINCOLN PARA O PROFESSOR DE SEU FILHO
“Caro professor, ele terá de aprender que nem todos os homens são justos, nem todos são verdadeiros, mas por favor diga-lhe que, para cada vilão há um herói, que para cada egoísta, há também um líder dedicado, ensine-lhe por favor que para cada inimigo haverá também um amigo, ensine-lhe que mais vale uma moeda ganha que uma moeda encontrada, ensine-o a perder, mas também a saber gozar da vitória, afaste-o da inveja e dê-lhe a conhecer a alegria profunda do sorriso silencioso, faça-o maravilhar-se com os livros, mas deixe-o também perder-se com os pássaros no céu, as flores no campo, os montes e os vales.

–– ADVERTISEMENT ––
Nas brincadeiras com os amigos, explique-lhe que a derrota honrosa vale mais que a vitória vergonhosa, ensine-o a acreditar em si, mesmo se sozinho contra todos.
Ensine-o a ser gentil com os gentis e duro com os duros, ensine-o a nunca entrar no comboio simplesmente porque os outros também entraram. Ensine-o a valorizar a família que sempre o apoiará em qualquer situação.
Ensine-o a ouvir todos, mas, na hora da verdade, a decidir sozinho, ensine-o a rir quando estiver triste e explique-lhe que por vezes os homens também choram.
Ensine-o a ignorar as multidões que reclamam sangue e a lutar só contra todos, se ele achar que tem razão.
Trate-o bem, mas não o mime, pois só o teste do fogo faz o verdadeiro aço, deixe-o ter a coragem de ser impaciente e a paciência de ser corajoso.
Transmita-lhe uma fé sublime no Criador e fé também em si, pois só assim poderá ter fé nos homens.

Eu sei que estou pedindo muito, mas veja o que pode fazer, caro professor.”
Abraham Lincoln
Em: https://pt.aleteia.org/2017/08/03/conheca-a-famosa-carta-de-abraham-lincoln-para-o-professor-do-seu-filho/ acesso em 16/10/2017.

Discutimos diversas questões relacionadas ao ser professor hoje em dia, o quanto na carta há um equilíbrio entre o que é negativo e o que é positivo, a importância da ética no âmbito escolar, o papel complementar entre família e escola, a não obrigatoriedade de tudo o que foi proposto, mas sim a possibilidade de realização de tudo isso.

Realizado esse momento, dissemos aos professores que teríamos uma dinâmica chamada "A caça ao tesouro" e que o prêmio seria o suposto "presente" do dia dos professores. Entregamos um primeiro envelope que os levava à sala de informática e lá teriam de procurar pelo segundo envelope. Como havíamos trabalhado questões sobre inclusão, nesse envelope o lugar seguinte estava escrito em braille... Enfim, os professores foram subindo e descendo pela escola até que ao final foram conduzidos ao espaço VERDEJANDO onde havia uma mesa para um café da tarde envolvendo a todos. Além disso havia uma pequena flor para nos inspirar e nos fazer sonhar...










Mas pensam que acabou? É claro que não! Após nosso delicioso café, os professores puderam desenhar e escrever com giz no chão do espaço Verdejando... 

autoria das boas!
artistas dos bons!
criatividade na veia!






















Parabéns aos educadores do CIEJA e aos educadores desse gigante Brasil!
Marcos Eça

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

O COMPASSO E A ARTE

O COMPASSO E A ARTE
OS ALUNOS NAS AULAS DE ARTE (MÓDULOS 1,2,3,4) TIVERAM A OPORTUNIDADE DE CONHECER E TRABALHAR ARTISTICAMENTE COM O COMPASSO. MUITOS ALUNOS DECLARARAM TER SIDO O PRIMEIRO CONTATO COM TAL FERRAMENTA DE TRABALHO. OUTROS, PORÉM, JÁ O CONHECIAM.
E ASSIM FORAM NASCENDO LINDAS CIRCUNFERÊNCIAS! A ARTE ABSTRATA COM FORMAS SOBREPOSTAS E MUITAS ROSÁCEAS COLORIDAS E CRIATIVAS!
PARABÉNS A TODOS OS MÓDULOS PELOS LINDOS TRABALHOS REALIZADOS!
PROFESSORA KARIN - ARTE